Confira recomendações e análises vigentes a partir de 07/05/2021.

A semana no cenário nacional foi marcada com diversas notícias no ambiente político-econômico. Algumas despesas do Orçamento, que ficaram de fora, voltaram a ser questionadas e seguem no radar do nosso cenário fiscal. Além disso, há indefinições nas questões da Reforma Tributária.

Em termos de vacinas, a Fiocruz recebeu autorização da Anvisa para produzir insumo farmacêutico da vacina da AstraZeneca, enquanto foram distribuídas 500 mil doses da Pfizer com recomendação de intervalo entre as doses de 12 semanas (diferente do orientado na bula, que são 21 dias).

A CPI da Covid chama atenção com depoimentos do atual e ex-ministros da saúde, com destaque para recomendação do uso de Cloroquina defendido por Bolsonaro. Já o Banco Central aumentou em 0,75 ponto percentual a taxa Selic, indo para 3,5% ao ano e com expectativa de novo aumento para a próxima reunião em junho.

No cenário internacional, mercados seguem sem grandes novidades, com divulgação de dados sobre empregos nos Estados Unidos hoje, que mantém as expectativas das taxas baixas de juros dos EUA, impactando positivamente os índices das bolsas.

Carteira Semanal

No acumulado dos últimos 12 meses, a Carteira Semanal Top 5 Terra apresenta valorização de 83,68% ante o Ibovespa com alta de 51,68%.

Para a próxima semana, nossa carteira segue sem alterações. Lembramos que as alterações somente são feitas quando a ação atinge preço alvo ou quando surgem outras oportunidades mais estratégicas.

Post_recomendação_Semanal_07_05.pngNotícias importantes da semana

  • O Ministério do Desenvolvimento Regional deve ficar sem recursos para programa do Casa Verde Amarela, além das despesas operacionais já contratadas. Serviços da Caixa continuam sem orçamento compatível com as estimativas de despesas, podendo ser caracterizada como pedalada fiscal.

  • Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2022 indica aumento dos riscos fiscais pela expansão do endividamento público em 2021.

  • Anvisa autorizou a Fiocruz a produzir insumo farmacêutico ativo da vacina da AstraZeneca. Com isso não seria mais necessário importar os insumos da China.

  • Ministério da Saúde distribuiu 500 mil doses da Pfizer com recomendação de intervalo entre as doses de 12 semanas, diferente do orientado na bula, que são 21 dias.

  • FDA se prepara para autorizar uso da Pfizer em adolescentes de 12 a 15 anos já na semana que vem.

  • Congressistas solicitam que ampliação do Bolsa Família seja aprovada até junho, caso contrário, auxílio emergencial terá que ser prorrogado até novembro. O Bolsa Família não recebe aumento desde 2018, ainda no governo Temer.

  • Câmara pretende estudar reforma na legislação para permitir volta do financiamento empresarial de campanhas políticas já para as eleições de 2022. Fundo eleitoral com dinheiro público ainda seria mantido.

  • Arthur Lira anuncia o cancelamento da comissão mista da reforma tributária, além de defender que a reforma seja votada em quatro partes. Com isso, Lira enfrenta dificuldades de apoio, com forte oposição de Rodrigo Pacheco às medidas adotadas.

  • Na CPI da Covid, Mandetta disse sobre o Governo Federal insistir no uso da Cloroquina mesmo sabendo que remédio não tinha indicação científica. Mencionou ainda que Carlos Bolsonaro sugeriu decreto presidencial para incluir, pela Anvisa, na bula da Cloroquina, eficácia no tratamento da Covid-19.

  • Presidente do Instituto Butantan, Dimas Covas, informou que a instituição pode atrasar entregas de novas doses da CoronaVac devido ao atraso na chegada do IFA da China. Atraso se deve à demora na autorização de envio pelo governo chinês.

  • Na CPI da Covid, Marcelo Queiroga, atual ministro da saúde, falou sobre a importância da vacinação, uso de máscara e isolamento físico, mas evitou responder sobre o presidente ser a favor da Cloroquina.

Quer receber a Carteira em seu e-mail?

Para receber a carteira semanal e outras carteiras recomendadas em primeira mão, abra sua conta na Terra Investimentos sem nenhum custo. Para saber como funciona a Carteira Semanal, aqui neste link tem mais informações. Se tiver alguma dúvida, é só escrever nos comentários. Conte conosco!

#VamosJuntos

Disclaimer

  • Rentabilidade obtida no passado não representa garantia de resultados futuros.
  • A rentabilidade divulgada não é líquida de impostos.
  • O investimento em ações não é garantido pelo FGC (Fundo Garantidor de Crédito).


Graduado em Estatística pela Unesp (Universidade Estadual Paulista), Régis Chinchila é Analista de Investimentos da Terra desde 2015, sendo responsável por diversas Carteiras Recomendadas (entre elas, a famosa Carteira Semanal de Ações). Atua no mercado financeiro desde 2001 com experiência profissional em consultorias financeiras e corretoras de valores. Possui certificação CNPI desde 2005 pela APIMEC/CVM.

Comentários

Posts Relacionados

Terra Investimentos

Sobre a Terra Investimentos

Com duas décadas de história, a Terra Investimentos conquistou a liderança no mercado agro e expandiu sua atuação no mercado financeiro e de capitais.

Atuamos na intermediação, negociação, originação e distribuição de produtos de renda fixa, renda variável, títulos públicos e privados, fundos de investimentos, derivativos, serviços fiduciários, assessoria de investimento, câmbio, seguros e previdência, HFT (High Frequency Trading), entre outros voltados a pessoas físicas e clientes institucionais.