Confira recomendações e análises vigentes a partir de 14/05/2021.

A semana foi repleta de incertezas no mercado de ações.

O principal fator veio do mercado internacional com os dados de inflação dos Estados Unidos, que foram divulgados na quarta-feira (12) e geraram temor de possível antecipação de alta na taxa de juros, impactando as bolsas mundiais. O reequilíbrio entre os estímulos monetários e fiscais nos países desenvolvidos e a forte alta das commodities, refletindo em pressão inflacionária, devem continuar no radar dos investidores ao longo de 2021.

No Brasil, tivemos diversas notícias políticas como CPI da Covid e produção de vacinas pausadas - tanto da CoronaVac, como da AstraZeneca - pela falta do insumo IFA, que vem da China (o atraso pode estar atrelado aos comentários de Bolsonaro e Guedes na semana passada). A Reforma Tributária segue ainda bastante indefinida e aguardaremos detalhes para a próxima semana. Enquanto isso, o STF decidiu pela exclusão do ICMS do cálculo de PIS e Cofins a partir de 2017 (por 8 votos contra 3) - o impacto monetário ainda não foi divulgado.

Carteira Semanal

No acumulado dos últimos 12 meses, a Carteira Semanal Top 5 Terra apresenta valorização de 90,46% ante o Ibovespa com alta de 55,20%.

Para a próxima semana, nossa carteira segue sem alterações. Lembramos que as alterações somente são feitas quando a ação atinge preço alvo ou quando surgem outras oportunidades mais estratégicas.

Post_recomendação_Semanal_14_05.pngNotícias importantes da semana

  • Até o momento, o Instituto Butantan entregou 43 milhões de doses da CoronaVac ao Ministério da Saúde. Contrato com a pasta prevê 100 milhões de doses da vacina até o final de setembro.

  • Entra no radar suposto orçamento secreto de Bolsonaro, o Tratoraço de R$ 3 bilhões.

  • Diretor-presidente da Anvisa confirmou à CPI da Covid que, durante reunião com Bolsonaro, foi solicitada alteração da bula da Cloroquina para ser indicada como tratamento contra o coronavírus.

  • CPI da Covid: ex-secretário de Comunicação Social apresentou carta da Pfizer que foi entregue ao governo em setembro, pedindo resposta rápida sobre as vacinas. Carta ficou dois meses parada e sem resposta.

  • Popularidade de Bolsonaro para as eleições de 2022 diminui, com 23% de intenção de voto no primeiro turno.

  • Na CPI da Covid, Presidente da Pfizer da América Latina informou que foram feitas três ofertas ao Brasil e que não obteve resposta de nenhuma delas.

  • Arthur Lira informou pelo Twitter que pretende detalhar plano de trabalho da reforma tributária na semana que vem.

  • Benefício de redução de jornada e suspensão de contrato já foi aplicado neste ano em 1.543.441 vagas em duas semanas.

Quer receber a Carteira em seu e-mail?

Para receber a carteira semanal e outras carteiras recomendadas em primeira mão, abra sua conta na Terra Investimentos sem nenhum custo. Para saber como funciona a Carteira Semanal, aqui neste link tem mais informações. Se tiver alguma dúvida, é só escrever nos comentários. Conte conosco!

#VamosJuntos

Disclaimer

  • Rentabilidade obtida no passado não representa garantia de resultados futuros.
  • A rentabilidade divulgada não é líquida de impostos.
  • O investimento em ações não é garantido pelo FGC (Fundo Garantidor de Crédito).


Graduado em Estatística pela Unesp (Universidade Estadual Paulista), Régis Chinchila é Analista de Investimentos da Terra desde 2015, sendo responsável por diversas Carteiras Recomendadas (entre elas, a famosa Carteira Semanal de Ações). Atua no mercado financeiro desde 2001 com experiência profissional em consultorias financeiras e corretoras de valores. Possui certificação CNPI desde 2005 pela APIMEC/CVM.

Comentários

Posts Relacionados

Terra Investimentos

Sobre a Terra Investimentos

Com duas décadas de história, a Terra Investimentos conquistou a liderança no mercado agro e expandiu sua atuação no mercado financeiro e de capitais.

Atuamos na intermediação, negociação, originação e distribuição de produtos de renda fixa, renda variável, títulos públicos e privados, fundos de investimentos, derivativos, serviços fiduciários, assessoria de investimento, câmbio, seguros e previdência, HFT (High Frequency Trading), entre outros voltados a pessoas físicas e clientes institucionais.