Assine e receba nossos artigos Assinar

Ao contrário do que muitos pensam, as ações não são a única forma de operar na Bolsa. Há outras modalidades acessíveis e que também podem proporcionar boa rentabilidade. Nesse caso, as opções são um bom exemplo disso.

As opções representam um contrato que dá ao seu titular o direito de comprar ou de vender um determinado ativo por um valor pré-determinado em uma data futura. As mais negociadas são as opções de ações, que o investidor pode adquirir na Bolsa.

Quer conhecer mais como isso funciona na prática? Então acompanhe o artigo!


O mercado de opções

As opções são uma ótima alternativa para proteger o patrimônio (hedge) e também para potencializar ganhos. Entretanto, antes de mais nada, é necessário conhecer alguns termos e expressões bem peculiares desse mercado.

Opções de compra (call)

É um contrato que dá ao investidor titular o direito de comprar determinado ativo por um preço prefixado (ou preço de exercício) na data do vencimento (ou exercício).

Imagine que você acha que determinada ação subirá. Logo, você deseja garantir hoje o seu valor para poder comprá-la daqui a um mês. Nessa situação, um call com vencimento em 30 dias lhe dará direito a pagar por essa ação o preço acordado no momento da compra da opção. É assim que funcionam as opções de compra.

É importante saber que, neste caso, você tem o direito (e não a obrigação) de exercer a opção de compra. Suponha que, dali a 20 dias, a ação esteja mais barata do que o preço que você contratou - você, simplesmente, não realizará a opção e isso não lhe trará nenhum prejuízo. Apenas perderá o valor pago pela opção.

Opções de venda (put)

Aqui o raciocínio é contrário às calls. As opções de venda são contratos utilizados quando o investidor tem a expectativa de que o preço de determinado ativo cairá.

Você pode perceber, por exemplo, que uma de suas ações está sobrevalorizada. E não encontrou nenhum motivo razoável que explique por que essa ação está tão cara. Logo, sua expectativa é de que a alta dessa ação não se sustente por muito tempo.

Dessa forma, se você quiser permanecer com esse papel e garantir que ele não se desvalorize, comprar uma put pode assegurar isso. As opções de venda funcionam como um seguro contra a desvalorização do patrimônio.

Também no caso das puts, não há obrigatoriedade de realizar a venda no vencimento.

Tipos de opções

As opções americanas permitem o seu exercício a qualquer momento, desde sua aquisição até a data do vencimento. Já as opções europeias só poderão ser exercidas na data do vencimento.

Ativo objeto

É o ativo de referência de um contrato de opção. Este bem será negociado caso o titular decida exercer o seu direito contratado.

Além das opções de ações, existem outros ativos objeto como: commodities, moedas estrangeiras ou índices.

Titular

O titular é quem compra a opção. Por isso, tem o direito de comprar ou vender o ativo objeto pelo preço de exercício.

Lançador

O lançador é quem vende a opção para o titular. Ele tem o dever de negociar o ativo objeto caso o titular assim deseje.

Prêmio 

O prêmio é o valor que o comprador da opção paga ao vendedor para ter o direito de comprar ou vender o ativo.

É importante saber que, ao pagar o prêmio, o comprador não está adquirindo o ativo objeto. Esse pagamento lhe dará o direito de exercer a opção pelo preço de exercício no prazo determinado.

Strike

Strike e preço de exercício são sinônimos. Ele corresponde ao valor definido pelo qual o ativo objeto poderá ser negociado no exercício da opção.

Vencimento das opções

A data de vencimento das opções no Mercado Bovespa acontece sempre na terceira segunda-feira de cada mês.

Já no mercado BM&F, o vencimento desses títulos é sempre na quarta-feira, mais próxima do décimo quinto dia de cada mês. Entretanto, se na quarta-feira mais próxima do dia 15  for feriado ou não houver pregão de negociação, a data de vencimento será no dia útil subsequente.

Vantagens e desvantagens do mercado de opções

Esse instrumento pode ser muito rentável, mas também possui riscos que devem ser conhecidos e muito bem dimensionados.

Vejamos algumas vantagens e desvantagens:

Vantagens

  • As opções são bons instrumentos para proteção patrimonial;
  • Podem proporcionar ganhos tanto na alta quanto na baixa do mercado;
  • São um bom instrumento para ganhos no curto prazo;
  • Podem ser uma boa alternativa para diversificação da carteira.

Desvantagens

  • São operações complexas. Portanto, é necessário conhecimento técnico ou acompanhamento junto à corretora para operar com segurança.
  • O valor investido será totalmente perdido se a opção não for exercida na data. Além disso, seus preços variam mais do que a média dos investimentos. Logo, possuem elevado risco.

Além das opções, há diversos outros derivativos que você pode utilizar para proteger e rentabilizar seu patrimônio. Para saber mais, acesse nosso site ou entre em contato com a Terra Investimentos!



Comentários

Últimos posts

Terra Investimentos

Sobre a Terra Investimentos

Com duas décadas de história, a Terra Investimentos conquistou a liderança no mercado agro e expandiu sua atuação no mercado financeiro e de capitais.

Atuamos na intermediação, negociação, originação e distribuição de produtos de renda fixa, renda variável, títulos públicos e privados, fundos de investimentos, derivativos, serviços fiduciários, assessoria de investimento, câmbio, seguros e previdência, HFT (High Frequency Trading), entre outros voltados a pessoas físicas e clientes institucionais.