Veja o resumo com tudo de mais relevante que aconteceu nesta semana no mercado.

O Ibovespa apresentou volatilidade nesta semana, com destaque para os temores com a questão fiscal devido ao “Super Bolsa Família”, com provável aumento da parcela para R$ 400 via alongamento da dívida dos precatórios ou retirada deles do teto de gastos. Outro destaque foi a divulgação de resultados de diversas empresas importantes, como Petrobras, que trouxe números muito acima do esperado. 

Esta semana também teve ênfase nas eleições de 2022, com Bolsonaro em busca de voto impresso para o ano que vem. Houve também retorno das atividades tanto do Congresso, quanto da CPI da Covid. Na reunião do Copom, Banco Central elevou a Selic em 1 ponto, para 5,25%, a maior taxa de juros desde 2019.

No cenário internacional, mercado segue atento para as questões inflacionárias, além da preocupação com o aumento de número de casos de Covid com a variante delta. Destaque para a China, com as questões regulatórias e notícias no setor de games, que acabaram trazendo oscilações ao longo da semana.

Carteira Semanal

Em 12 Meses, a Carteira apresenta uma valorização de 49,63% ante o Ibovespa com alta de 18,32%.Post_Recomendação_06-08.pngNotícias importantes da semana

  • O governo finalizou uma PEC que prevê o parcelamento em nove anos de dívidas da União reconhecidas pela Justiça, os chamados precatórios, podendo abrir espaço para gastos adicionais de R$ 40 bilhões em 2022, ano eleitoral.

  • Bolsonaro intensificou as movimentações para viabilizar o aumento do Bolsa Família. Além do aumento de valor, também haveria um aumento de famílias atendidas pelo benefício.

  • Durante entrevista, Bolsonaro voltou a falar de Bolsa Família em R$ 400, enquanto as contas do Ministério da Economia apontam para R$ 300.

  • Bolsa Família, que teria o nome alterado para Auxílio Brasil, depende da aprovação da PEC dos Precatórios.

     

  • Governo vem estudando retirar as despesas com precatórios do teto de gastos. Isso mudaria a sua interpretação para despesa de financiamento, que não está sujeita à regra fiscal, liberando assim teto de R$ 19 bilhões em 2022.

  • Câmara aprovou texto do projeto de lei que permite a privatização dos Correios. A proposta agora caminha para discussão no Senado.

  • Ministros do TSE determinaram abertura de inquérito administrativo contra o presidente Bolsonaro por conta da live de quinta-feira passada com vídeos fake e pelo discurso de voto impresso.

  • Ministro Fux rebateu os ataques de Bolsonaro contra as eleições de 2022 e cancelou a reunião entre os três poderes.

     

  • Bolsonaro sinalizou que poderá voltar com o horário de verão para lidar com crise hídrica do país, desde que população queira. Contudo, ele vê que no momento não há clima para isso.

     

  • Destaque para o “vale-gás”, que seria feito com o fundo de R$ 3 bilhões da Petrobrás. Nesse programa, botijões seriam dados a cada dois meses a famílias participantes do Bolsa Família.

     

  • CPI da Covid aprovou a quebra de sigilos do líder do governo da Câmara, Ricardo Barros, e apresentação de pedido judicial para o afastamento de Mayra Isabel Correia Pinheiro do cargo. Aprovou também quebras de sigilos de sites e blogs bolsonaristas e seus autores, acusados de divulgar informações falsas sobre a pandemia.

     

  • Comissão da Câmara dos Deputados aprovou um pedido de convocação do ministro da Defesa, general Walter Braga Netto, para que ele explique supostas ameaças sobre a realização das eleições do próximo ano.

  •  Governo de São Paulo informou que recebeu somente metade do lote previsto de vacinas da Pfizer do Programa Nacional de Imunização e cobrou o Ministério da Saúde para encaminhar ao Estado imediatamente as 228 mil doses que faltam da remessa destinada ao estado.

  • Estado de São Paulo anunciou que recorrerá na justiça contra o Programa Nacional de Imunização do Ministério da Saúde por reduzir pela metade as doses da Pfizer enviadas ao estado.

  • Ministério da Saúde disse que medida de redução de doses para São Paulo foi tomada pelo estado ter adquirido número maior de doses da CoronaVac, havendo por isso a compensação.

  • Em coletiva no Palácio dos Bandeirantes, a secretária de Desenvolvimento Econômico do Estado afirmou que o governo de São Paulo permitirá a volta de torcida a eventos esportivos e de público em pé em shows a partir do 1º de novembro, mas manterá a exigência do uso de máscaras.

Quer receber a Carteira em seu e-mail?

Para receber a carteira semanal e outras carteiras recomendadas em primeira mão, abra sua conta na Terra Investimentos sem nenhum custo. Para saber como funciona a Carteira Semanal, aqui neste link tem mais informações. Se tiver alguma dúvida, é só escrever nos comentários. Conte conosco!

#VamosJuntos

Disclaimer

  • Rentabilidade obtida no passado não representa garantia de resultados futuros.
  • A rentabilidade divulgada não é líquida de impostos.
  • O investimento em ações não é garantido pelo FGC (Fundo Garantidor de Crédito).


Graduado em Estatística pela Unesp (Universidade Estadual Paulista), Régis Chinchila é Analista de Investimentos da Terra desde 2015, sendo responsável por diversas Carteiras Recomendadas (entre elas, a famosa Carteira Semanal de Ações). Atua no mercado financeiro desde 2001 com experiência profissional em consultorias financeiras e corretoras de valores. Possui certificação CNPI desde 2005 pela APIMEC/CVM.

Comentários

Posts Relacionados

Terra Investimentos

Sobre a Terra Investimentos

Com duas décadas de história, a Terra Investimentos conquistou a liderança no mercado agro e expandiu sua atuação no mercado financeiro e de capitais.

Atuamos na intermediação, negociação, originação e distribuição de produtos de renda fixa, renda variável, títulos públicos e privados, fundos de investimentos, derivativos, serviços fiduciários, assessoria de investimento, câmbio, seguros e previdência, HFT (High Frequency Trading), entre outros voltados a pessoas físicas e clientes institucionais.