Blog

Blog >> Como comprar ações: saiba investir na Bolsa

Como comprar ações: saiba investir na Bolsa

Há várias formas de investir em renda variável, como fundos de investimentos, ETFs e compra direta de ações ou por carteiras recomendadas. 

Com o interesse crescente dos brasileiros no mercado de renda variável, comprar ações na Bolsa tem ficado cada vez mais fácil e acessível. 

Mas todo investidor deve ficar atento ao seu perfil de risco, definir uma estratégia de investimentos a ser usada e entender as diferentes formas que pode investir em ações no mercado financeiro. 

Com estas informações em mãos, é possível escolher os melhores ativos de acordo com cada objetivo para obter o melhor retorno com os investimentos. 

A Bolsa e o mercado de renda variável 

Primeiro é importante destacar o conceito de ações. Elas representam uma parcela do capital social de uma empresa. Ou seja, quando você compra uma ação, torna-se sócio de um pedaço de uma companhia. Assim, quanto mais ações da mesma empresa você comprar, maior será sua fatia como sócio daquela empresa. 

O mercado de ações funciona por meio da Bolsa, a B3. É em seu ambiente de negociação que as ações são compradas e vendidas diariamente. 

No mercado de renda variável, existe uma maior oscilação e volatilidade de preços ao longo do tempo – por isso usa-se o termo “variável”. E esse sobe e desce das ações pode ser uma oportunidade para você, investidor, lucrar.
Blog_Comprar Ações_Terra Investimentos2

Quais são as formas de comprar ações? 

Compra direta de ações  

A forma mais básica e tradicional de comprar e vender ações na Bolsa é de forma individual. Neste caso, o próprio investidor escolhe quais ativos quer adquirir ou vender por meio de plataformas de investimento.  

Assim, ele tem autonomia para determinar quais papéis, a quantidade e o valor que está disposto a pagar para comprar cada uma das ações de seu interesse. 

Neste caso fica a cargo do investidor montar sua própria carteira de investimentos. Ele deve também arcar com os custos da compra e venda e fazer a análise de cada ativo antes de comprá-lo. 

Fundos de investimentos 

Os fundos de investimentos são outra forma muito usada para comprar ações. Eles correspondem a um conjunto de vários investidores que aplicam seu dinheiro para comprar cotas de um determinado fundo. 

A grande diferença é que os investidores aplicam no fundo, mas não são eles que decidem as estratégias e quais ativos específicos serão comprados. Isso fica a cargo do gestor do fundo. 

Como toda estratégia, há vantagens e desvantagens.  

O lado bom é que há um gestor profissional para fazer a análise de compras e vendas, o que dá maior segurança para o investidor. Assim, existe também uma maior facilidade em diversificar a carteira por meio de fundos que compram diversos ativos.  

Outra grande vantagem de investir em ações através de fundos é a praticidade. Para quem tem uma vida corrida e não tem tempo de ficar acompanhando o mercado o tempo todo, é uma excelente forma de investir.   

O fato do imposto de renda ser retido na fonte, neste caso, também é apontado como um benefício extra ao investidor. Desta forma, ele não precisa se preocupar em pagar DARFs, já que o IR acaba incidindo por meio do chamado “Come-Cotas”.  

Por outro lado, os fundos têm taxas de administração e é importante considerar que você não terá o poder de escolha dos ativos. 

ETFS

Os Exchange Traded Funds são fundos negociados em Bolsa que replicam índices. É uma forma bastante popular de começar a investir em renda variável e de diversificar o patrimônio, já que ele apresenta uma “cesta de ações” em um único ativo. 

O principal índice da Bolsa brasileira, o Ibovespa, por exemplo, tem seu desempenho espelhado por um ETF. Assim, ao comprar o ETF do Ibovespa, o investidor pode rentabilizar com as oscilações de alta ou de baixa do índice., por exemplo, tem seu desempenho espelhado por um ETF. Assim, ao comprar o ETF do Ibovespa, o investidor pode rentabilizar com as oscilações de alta ou de baixa do índice. 

Clubes de investimentos 

Eles têm semelhança com os fundos, já que o patrimônio é dividido em cotas. Mas a diferença é que são pequenas sociedades de pessoas físicas com o objetivo em comum de investir na Bolsa. 

É comum que amigos ou familiares se reúnam para, juntos, aplicarem um determinado valor em renda variável. Eles elegem alguém para gerir o patrimônio e os lucros são divididos proporcionalmente. Aqui há um limite de participantes (entre 3 a 50) e a exigência de que ninguém deverá ter mais de 40% do patrimônio. 

Carteira Recomendada de Ações 

Uma das formas mais rápidas, práticas e assertivas de comprar ações é por meio das Carteiras Recomendadas. Elas apresentam uma seleção de ativos criteriosamente sugeridos para você investir, de acordo com projeções de analistas de investimentos. Este profissional é um especialista qualificado e certificado para atuar no mercado financeiro. 

Quando você investe em uma Carteira Recomendada, você conta com a expertise da equipe de análises, que monitora os mercados diariamente, o que envolve acompanhamento das Bolsas, taxa de juros e as notícias econômicas, políticas e corporativas que movimentam o cenário de investimentos.
Blog_Comprar Ações_Terra Investimentos3
A Terra Investimentos tem 21 anos de história e tem se consolidado no segmento de Carteiras Recomendadas, com performances expressivas ao longo dos anos, tanto em relação a índices de referência como o Ibovespa, como em relação às Carteiras Recomendadas de outras corretoras do mercado. 

Como comprar ações? 

A compra de ações deve ser feita por meio de uma corretora de valores. Existem diversas opções no mercado.  

Para comprar ações, siga o passo a passo: 

  • Escolha uma corretora de valores e abra sua conta. Vale lembrar que, no momento do cadastro, você já descobre seu perfil de investidor (apenas perfis arrojados podem investir em renda variável).
     
  • Você deve enviar o dinheiro que quer investir para a corretora. Para tanto, basta transferir o valor de sua própria conta bancária para sua conta na corretora.
     
  • Tenha definida a sua estratégia de investimentos e lembre-se de que você sempre pode contar com a corretora de investimentos para orientá-lo em caso de dúvidas.

  • Caso você já tenha familiaridade com uma plataforma de negociação (como o Homebroker ou outra de sua preferência), poderá escolher as ações que deseja, enviando a ordem de compra diretamente. Uma “ordem de compra” será gerada e levará até dois dias úteis para sua aplicação ser liquidada.
  • Caso você não tenha familiaridade com plataformas de investimento, não se preocupe. É possível investir em ações com a ajuda da Mesa de Operações. Neste caso, o assessor de investimentos fechará a operação para você.

    Na Terra Investimentos, por exemplo, é possível enviar a ordem de compra por e-mail, telefone ou whatsapp. Além disto, também é possível investir em Carteiras Recomendadas de forma simples e automatizada.  

Há taxas para compra de ações? 

Sim, é importante que todo investidor saiba que, ao comprar ações, há taxas envolvidas nas operações. Por isso, é importante entendê-las e considerar esses valores na hora de avaliar sua aplicação.  

Normalmente, estas informações são disponibilizadas no site das corretoras de investimentos na seção “Custos”.  

  • Taxa de administração: atrelada aos fundos de investimentos e é usada para custear os serviços de gestão dos fundos.
     
  • Taxa de corretagem: tarifa paga à corretora de valores cada vez que for realizado um processo de compra ou venda de ativos na bolsa. Hoje há instituições que aplicam tarifa zero. Mas a Terra Investimentos, por exemplo, não adota o modelo da corretagem zero, pois valoriza o valor agregado no serviço e a proximidade de sua assessoria de investimentos, o que resulta em um atendimento rápido e personalizado sempre que o cliente precisar. 

Qual estratégia usar para comprar ações?

Se você está começando a investir seu dinheiro, o primeiro passo é conhecer seu perfil de investidor. Conforme falamos, é preciso ter perfil arrojado (ou seja, ter tolerância a riscos), o que significa que investidores com perfil conservador ou moderado não poderão fazer este tipo de aplicação. 

Mesmo que você tenha apetite ao risco, vale lembrar que há diferentes formas de investir em ações. 

O chamado buy and hold (literalmente, “compra e segura”) é voltado para o investidor de longo prazo. Ou seja, é aquela pessoa que quer comprar ações e mantê-las por longos anos.  

Neste caso, costuma ser um tipo de investidor que não está tão preocupado com as oscilações do papel, já que seu horizonte de investimento é maior, permitindo que ele use o tempo a seu favor. 

Já o daytrade é a estratégia de compra e venda de ações em um mesmo dia. Aqui o objetivo é especular com as oscilações do mercado e, por isso, é uma estratégia mais recomendada para quem aceita mais riscos.  

A terceira estratégia é o swing trade, que é quando o trader compra ações e as vende depois de alguns dias, semanas ou meses com a expectativa de lucrar com a operação.
Blog_Comprar Ações_Terra Investimentos
Tem dúvidas de como começar? 

Conforme explicamos, uma das formas mais simples de começar a investir é por meio das Carteiras Recomendadas. As indicações da Terra Investimentos, por exemplo, possuem sugestões para os diferentes tipos de carteiras de ações: semanal, mensal, dividendos e small caps. 

A Terra Investimentos tem também outras opções de Carteiras Recomendadas, como de BDRs e FIIs, que se encaixam em diferentes perfis de investidores e estratégias de investimentos.  

Acesse aqui de forma gratuita um guia definitivo sobre Carteiras Recomendadas. 

#VamosJuntos

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Deixe um comentário

Blog Terra Investimentos

Posts Relacionados