Blog

Blog >> Como funciona o resgate do Tesouro Direto

Como funciona o resgate do Tesouro Direto

Resgate dos títulos do Tesouro Direto é bem mais simples do que parece. 

Existe uma dúvida recorrente entre investidores, sobretudo os iniciantes, que desejam realizar a compra de títulos públicos: e ela está atrelada ao resgate do Tesouro Direto. Este procedimento, de fato, pode parecer um pouco complexo à primeira vista, mas ao compreender seu funcionamento, ele torna-se muito mais simples do que se imaginava. 

Além de entender como funciona o resgate do Tesouro Direto, é fundamental que os investidores desta modalidade compreendam como funcionam os processos da liquidação dos títulos públicos, bem como os custos envolvidos neste tipo de investimento. Desta forma, é possível evitar surpresas desagradáveis ao longo do caminho causadas por desconhecimento. 

Investir no Tesouro Direto é uma das aplicações favoritas de investidores com perfil conservador. É também muito recomendado para a formação de uma reserva de emergência, já que oferece dois requisitos fundamentais para esse tipo de situação: segurança e liquidez. 

Como funciona o resgate do Tesouro DiretoO que é e como funciona o Tesouro Direto? 

Para que você entenda como realizar o seu resgate do Tesouro Direto, vamos compreender, antes, como opera esse tipo de aplicação.  

Em 2002, o governo federal criou o programa em parceria com a Bolsa, com o objetivo de tornar mais democrático o acesso de pessoas físicas a títulos públicos. 

Assim sendo, quando você realiza esse investimento, torna-se comprador de um título emitido pelo Tesouro Nacional. Considerado um dos mais importantes investimentos de renda fixa, é recomendado tanto para os investidores com perfil conservador, quanto para investidores moderados e arrojados que desejam diversificar a carteira. 

Entre seus principais benefícios, podemos elencarheader-assessoria-de-investimentos: 

  • Boa segurança, já que são completamente garantidos pelo Tesouro Nacional, sendo os investimentos mais seguros do país; 
  • Excelente flexibilidade, uma vez que o investidor pode aplicar o dinheiro de acordo com seus objetivos e sua própria realidade, podendo realizar o resgate a qualquer momento; 
  • Acessibilidade, já que o valor mínimo que pode ser investido é de R$ 30; 
  • Maior conforto, já que o investimento pode ser feito de maneira 100% online. 

Entendendo como é feito o resgate do Tesouro Direto 

A operação de resgate do Tesouro Direto se dá quando títulos públicos, comprados, são transformados em dinheiro líquido. Este procedimento pode ser feito de duas diferentes maneiras: na data do vencimento ou em uma outra data, através de um resgate antecipado, como explicaremos a seguir neste artigo. 

Quando você adquire um título público, ele já vem com uma data de vencimento especificada, em geral informada em seu nome. Vamos a um exemplo prático: quando você entra no site do Tesouro Direto, é possível identificar um Tesouro IPCA+ 2045. Isso significa que seu vencimento será em 2045, proporcionando 23 anos de rendimento. 

Para poder fazer o resgate do Tesouro Direto, você deve apenas aguardar o tempo do vencimento dos seus títulos. Enquanto isto não acontece, sua aplicação vai rendendo, tornando-se cada vez mais lucrativa. 

Entretanto, existe a possibilidade de você querer reaver o seu dinheiro investido antes deste prazo chegar ao fim. Neste caso, é importante saber que o Tesouro Direto apresenta uma liquidez diária como uma de suas principais características. 

Isso significa que é possível fazer um resgate do Tesouro Direto de maneira antecipada. Em outras palavras, você poderá liquidar o título da sua carteira de investimento antes mesmo de chegar à data do seu vencimento. 

É importante ressaltar que esse processo apresenta algumas especificidades, uma vez que o rendimento conquistado pela aplicação é distinto quando ela é liquidada antes de seu vencimento pré-determinado. 

Como funciona o resgate antecipado do Tesouro Direto? 

A rentabilidade dos títulos de renda fixa costuma trazer alguns mal-entendidos para investidores de primeira viagem. Isso acontece porque muitas pessoas tendem a acreditar que o rendimento é garantia em qualquer ocasião. 

Contudo, essa percepção não é verdadeira, já que o retorno contratado em um investimento no Tesouro Direto só é totalmente garantido quando o ativo é resgatado na sua data de vencimento, ou seja, quando você “carrega” o investimento até o final. 

Isso significa que se você solicitar o resgate do Tesouro Direto de maneira antecipada, será devolvido o preço de mercado das suas aplicações – e não o rendimento exato que elas já geraram. 

Em algumas situações, a depender da demanda pelos títulos, o preço de mercado pode acabar se tornando maior do que o rendimento conquistado até aquela época. Isso significa que você sairá ganhando. 

No entanto, pode acontecer de o preço de mercado estar mais baixo do que a rentabilidade atual, o que faz com que não seja tão benéfico à saúde financeira do investidor liquidar o papel naquele momento. 

Quando você opta por utilizar o Tesouro Direto como uma reserva de emergência, é muito importante analisar a rentabilidade contratada – se é prefixada ou pós-fixada. Isso faz com que você consiga saber se é (ou não) vantajoso realizar o resgate do Tesouro Direto de forma antecipada. 

como investir tesouro direto-blog-terrainvestimentosComo fazer o resgate do Tesouro Direto na plataforma da corretora? 

Realizar o resgate do Tesouro Direto é bastante simples.  

Se você deseja liquidar o seu título apenas na data de vencimento, é só esperar este momento chegar. Já se você opta por realizar o resgate antecipadamente, poderá fazer a operação junto a sua corretora ou seu banco. 

Em síntese, basta você acessar o site ou app da sua corretora e buscar, em sua carteira de investimentos, o título do Tesouro Direto que deseja resgatar. 

Nessa área logada, você poderá selecionar a opção “Resgate”. Na sequência, basta seguir o passo a passo indicado pela sua corretora ou banco. 

Uma vez finalizados todos os procedimentos solicitados, você pode ter o dinheiro na conta no mesmo dia do resgate. Trata-se de um processo simples, rápido e intuitivo. 

Agora que você já entendeu sobre o resgate do Tesouro Direto, talvez seja a hora de compreender melhor acerca da rentabilidade dos títulos públicos. Clique aqui e leia o nosso conteúdo. 

Quer investir, mas ainda tem dúvida sobre o Tesouro Direto? 

Basta preencher o formulário abaixo que um especialista entrará em contato com você para esclarecer todas as suas dúvidas. Conte sempre conosco em sua jornada no mundo dos investimentos! 



#VamosJuntos

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Deixe um comentário

Blog Terra Investimentos

Posts Relacionados