Blog

Blog >> Imposto de renda de CDB: como é a tributação e o cálculo de IR sobre este ativo

Imposto de renda de CDB: como é a tributação e o cálculo de IR sobre este ativo

Saiba como o imposto de renda afeta a rentabilidade dos seus investimentos e aprenda a fazer as melhores escolhas.

Pode parecer um assunto complicado, mas se você quer cuidar do seu dinheiro, o imposto de renda é um tema essencial para todo investidor. Neste artigo, vamos te ensinar a calcular o imposto de renda do CDB para que você possa decidir entre as melhores opções do mercado antes mesmo de tomar a decisão de investir ou não.

O imposto de renda é parte essencial de qualquer investimento para você poder identificar a real rentabilidade que você terá ao longo do tempo. Saber interpretar o rendimento bruto, o rendimento líquido, calcular a alíquota que incide sobre o CDB ao longo do tempo e fazer a declaração anual do IR são pontos-chave deste tipo de investimento de renda fixa.

Como é a incidência de imposto de renda sobre CDB

Vamos diferenciar primeiro os dois momentos em que você tem que se preocupar com o imposto de renda sobre o Certificado de Depósito Bancário.

Um é na hora de resgatar, ou seja, ter o seu dinheiro de volta na sua conta. Neste caso é aplicada uma tabela regressiva de imposto de renda, que varia de acordo com o período em que você vai deixar seu dinheiro aplicado.

O outro momento em que o investidor deve se preocupar com o imposto de renda é na hora de acertar as contas com o Leão, na declaração anual de IR.

Vamos entender melhor!

tesourodireto-blog-terrainvestimentos

Alíquota regressiva: o momento de resgatar seu CDB

Os três tipos de CDB existentes (pré-fixado, pós-fixado e híbrido) são passíveis da mesma regra da alíquota do imposto de renda para a hora do resgate do investimento.

Sempre que você vai comprar um ativo você deve estar de olho no prazo de resgate. Ele diz muito sobre o valor que você irá obter com o investimento. Com os CDBs, existe uma alíquota regressiva de imposto de renda que é aplicada somente sobre os rendimentos. Ou seja, o percentual de imposto que você irá pagar vai caindo à medida que você deixa seu dinheiro investido por mais tempo.

Tabela regressiva de imposto de renda

Alíquota   |  Tempo de Investimento

22,5%    Até 180 dias

20,0%    De 181 a 360 dias

17,5%    De 361 a 720 dias

15%       Acima de 720 dias

Perceba então que há uma grande diferença se você deixar seu CDB investido por apenas 6 meses (180 dias) ou mais de 2 anos (720). Neste caso, a alíquota sobre os rendimentos cai de 22,5% para 15%.

O valor do imposto já é descontado diretamente na fonte. Em outras palavras, não é você que precisa se preocupar em calcular e pagar o imposto. A instituição financeira já faz isso para você e cairá na sua conta o valor já descontado do imposto de renda.

Lembre-se de que há uma grande diferença entre o rendimento bruto e o rendimento líquido de um investimento. Enquanto o rendimento bruto é aquele que mostra o total que rendeu ao longo do tempo, o rendimento líquido mostra o verdadeiro valor que você receberá na sua conta com o desconto do imposto de renda e outras eventuais taxas/impostos.

Vamos entender agora na prática como funciona esse desconto de impostos em um CDB.

Vamos supor que você compre R$ 10.000 em um CDB e que houve um rendimento de R$ 1.500. O prazo de resgate dele é de 3 anos, ou seja, 720 dias. Vamos recorrer à tabela, que nos mostra que acima de 720 dias a alíquota é de 15%.

Assim, teremos: R$ 1.500 x 15% = R$ 225.

Ou seja, o rendimento líquido será de R$ 1.500 – R$ 225 = R$ 1.275.

Vamos detalhar todos os números:

  • Investimento inicial: R$ 10.000
  • Rendimento bruto: R$ 1.500
  • Alíquota do IR para 720 dias: 15% (só sobre o rendimento)
  • Rendimento líquido: R$ 1.275
  • Valor total de resgate: R$ 11.275 (R$ 10.000 iniciais mais os R$ 1.275 de rendimento líquido)

Declaração de imposto de renda de CDB

Depois que você já investiu seu dinheiro em um CDB deve se atentar também para a declaração de imposto de renda. Esse é o acerto de contas com o Leão que deve ser feito sempre no início de cada ano em relação aos investimentos do ano anterior que o investidor realizou.

Ainda que o CDB tenha imposto de renda retido direto na fonte é preciso comunicar à Receita Federal todas as aplicações que você fez durante o ano e os rendimentos que você obteve. Ou seja, neste momento você não irá pagar imposto, mas sim declará-lo.

Você deverá informar tanto os CDBs que estão investidos quanto os que foram resgatados por você. O primeiro passo é você ter o Informe de Rendimentos em mãos. Solicite esse documento ao banco ou corretora de valores. Nele constarão todas as transações que você fez durante o ano.

A declaração pode ser feita pelo próprio investidor ou então com o auxílio de um contador.

A diferença na hora de preencher os formulários do sistema da Receita Federal está entre os CDBs que já foram resgatados e os CDBs que você ainda tem em carteira. Confira:

cdb-impostoderenda-blog-terrainvestmentos

CDBs que ainda estão em carteira

No programa da Receita Federal você deverá declarar estes ativos em “bens e direitos”. Aqui serão informados os rendimentos e os investimentos feitos nos títulos. Informe a instituição financeira (CNPJ) em que você aplicou e selecione a opção “Aplicação de renda fixa (CDB, RDB e outros)”. O código é 45. Por fim, informe o saldo até o último dia do ano e as datas em que você fez os investimentos.

CDBs que foram resgatados

No programa da Receita Federal você deverá declarar estes ativos em “Rendimentos Sujeitos à tributação Exclusiva/Definitiva”. Depois, selecione “06 – Rendimentos de aplicações financeiras” e o beneficiário (titular ou dependente). Por fim, informe a instituição financeira (CNPJ) em que você aplicou e o valor do rendimento do investimento.

Pronto! Seguindo estes passos você estará de acordo com as obrigações tributárias. Lembre-se que esta etapa é apenas para declaração e que você não vai pagar nenhum imposto.

Quer saber mais informações sobre como declarar os seus investimentos para o Imposto de Renda? Baixe agora o nosso manual de declaração e fique por dentro!

cdb-impostoderenda-blog-terrainvestmentos-2

Ficou com alguma dúvida?

Não se preocupe! Você pode contar gratuitamente com nossa ajuda para esclarecer todas suas dúvidas sobre investimentos. Preencha o formulário abaixo para que um especialista entre em contato com você em breve!  



#VamosJuntos

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Deixe um comentário

Blog Terra Investimentos

Posts Relacionados