Blog

Blog >> 5 dicas para driblar a inflação e fazer o seu dinheiro render

5 dicas para driblar a inflação e fazer o seu dinheiro render

Em momentos de preços em alta, é muito importante buscar alternativas para driblar a inflação e manter o equilíbrio do orçamento doméstico.

Dependendo do poder aquisitivo e do perfil de consumo, essa pode não ser uma tarefa muito simples. Se esse é o seu caso, e se você busca orientações para não perder o controle das finanças, continue a leitura e confira as dicas que preparamos nesse conteúdo!

Como driblar a inflação?

Antes de mais nada, é importante entender que a inflação ocorre por diferentes motivos. Quando mais pessoas estão dispostas a consumir e não há bens e serviços que acompanhem essa demanda, naturalmente os preços tendem a subir.

Outro motivo é quando há falta de alguns itens no mercado. Nesse sentido, a escassez acaba tornando esses itens mais caros, mesmo que a demanda permaneça estável. Independentemente das razões que levam à alta dos preços, é preciso estarmos preparados para que isso não comprometa nossas finanças. Veja a seguir algumas dicas para preservar o valor do dinheiro em momentos de inflação alta:

1 – Liste as suas despesas

O primeiro passo para driblar a inflação e manter as finanças sb controle é relacionar todas as despesas. A princípio, isso pode ser óbvio, mas saiba que muita gente não conhece os próprios gastos, pois não tem o hábito de controlá-los.

Ao listas os seus gastos, você poderá identificar o que é prioritário no orçamento. Por exemplo, itens como moradia, alimentação, saúde e transporte são os que temos menos flexibilidade para alterar, por serem de primeira necessidade. Logo, a nossa atuação deve ter foco nas despesas não prioritárias, como passeios, compras pessoais, e assim por diante. Mas só conseguiremos saber o que se pode reduzir ou cortar se tivermos o detalhamento de todas as despesas.

2 – Faça um planejamento financeiro

Basicamente, planejar as finanças significa dar uma direção ao dinheiro, definindo prazos para que isso aconteça. Ou seja, um planejamento financeiro deve ter um horizonte de tempo, principalmente em momento de inflação, quando guardar dinheiro se torna bem mais difícil.

Por exemplo, se você pretende viajar nas próximas férias, ou trocar de carro no ano que vem, isso deve estar nos planos de curto prazo. Já se está pensando em montar o próprio negócio daqui a alguns anos, coloque essa meta no médio ou longo prazo. Além de ajudar a driblar a inflação, distribuir as metas financeiras no tempo faz com que você trabalhe com mais foco em seus planos.

3 – Revise valores de assinaturas

É muito comum esquecermos ou não utilizarmos serviços que assinamos, como streamings ou assinaturas de jornais e revistas, por exemplo. Muitas vezes, não precisamos de tudo que contratamos. Por isso, é preciso revisá-los periodicamente, para evitar despesas desnecessárias.

Além disso, as assinaturas sofrem reajustes periódicos que nem percebemos se não acompanharmos. Outro motivo para revisar esses valores, pois renegociar ou trocar de operadora também é uma forma de driblar a inflação e fazer o dinheiro render.

4 – Mude hábitos de consumo

Os produtos que você costuma consumir estão mais caros no supermercado. Que tal testar marcas novas, ou fazer as compras em dias de promoções?

Você tem o hábito de jantar fora todos os fins de semana com a família. Por que não cozinhar em casa eventualmente, e chamar os amigos?

Chegou o momento da liquidação no shopping que você costuma frequentar. Você já revisou o guarda-roupa, para saber se não há coisas abandonadas por lá que poderiam estar em uso? Será mesmo preciso aproveitar uma liquidação nesse momento?

Esses são alguns exemplos de como simples mudanças de hábitos de consumo também podem lhe ajudar a driblar a inflação.

5 – Procure investimentos que protejam seu dinheiro da inflação

Se você já segue os passos anteriores, possivelmente consegue fazer sobrar algum dinheiro, certo? Então, é hora de procurar por alternativas que preservem o valor do seu patrimônio.

Em momentos de inflação alta há como se proteger, investimentos atrelados a índices inflacionários são algumas das melhores escolhas. Alguns exemplos são o Tesouro IPCA+, CDBs, debêntures e fundos imobiliários atrelados à inflação.

Tem alguma dúvida? 

Na Terra Investimentos, o atendimento é próximo e personalizado. Para saber mais sobre as vantagens de investir conosco, preencha o formulário a seguir:


 

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Deixe um comentário

Homem buscando dicas para driblar a inflação
Blog Terra Investimentos

Posts Relacionados