Assine e receba nossos artigos Assinar

Conheça curiosidades, detalhes e dicas para tornar seu café ainda mais especial!

Em nossa blog série, já descobrimos diversos fatos interessantes sobre o café e agora vamos palpitar um pouco sobre como prepará-lo! Mas antes de prosseguirmos, precisamos entender as diferenças do produto oferecido ao consumidor.

Nos últimos anos, observamos a expansão das cafeterias no Brasil, em especial nas grandes metrópoles. Muitos de nós passamos de consumidores do café coado para as famosas cápsulas; outros, do tradicional café preto da padaria para o café especial da cafeteria.

Com a pandemia, algumas pessoas passaram a se dedicar mais ao preparo do café em casa, buscando novas experiências similares às cafeterias, enquanto muitos de nós mantivemos os hábitos tradicionais também.

Como já vimos, diversos fatores influenciam na produção e industrialização do café. Assim sendo, podemos dizer que temos o café tradicional, o gourmet e o especial, sendo eles:

  • Café Tradicional
    Produzido em larga escala, geralmente é composto por um blend das espécies arábica e conillon (robusta) e vendido a preços inferiores. Utiliza menos processos na seleção e preparo dos grãos. Em sua maioria, passa por uma torra bastante escura e uma moagem bem fina. Por isso, possui sabor característico amargo e coloração escura.

  • Café Gourmet
    Esta categoria de classificação de café torrado e moído foi criada pela Associação Brasileira da Indústria de Café (ABIC). Feito unicamente da espécie arábica, este café é considerado de qualidade superior. Suas etapas de preparo vão desde o benefício na fazenda até uma torra menos escura pela torrefação para preservar um sabor mais adocicado.

  • Café Especial
    São cafés unicamente da espécie Arábica, tendo diversas certificações socioambientais, envolvendo todo um trabalho específico desde a origem da muda, seu local de plantio, irrigação, colheita, benefício, entre outros critérios necessários para conquistar, no mínimo, 80 pontos na análise sensorial da BSCA (Associação Brasileira de Cafés Especiais) numa escala que vai até 100.

Tipos de Café

Dicas especiais ao fazer seu café

Além de você escolher o café que mais aprecia, aqui vão algumas dicas que podem ser utilizadas em vários métodos de preparo:

  1. Escolha o café que te agrada (mas ouse conhecer novos tipos também).

  2. Caso utilize grãos, procure moer na hora do consumo.

  3. Se possível, pese a quantidade de café, assim como saiba a quantidade de água a ser utilizada. Desta forma, você consegue padronizar seu processo com seu paladar.

  4. Use sempre água filtrada ou mineral (afinal a água compõe grande parte do seu cafezinho e qualquer alteração afetará o sabor).

  5. Nunca ferva a água: a temperatura ideal é entre 90°/96°C, assim que começa a se mover antes de ferver.

  6. Prepare a quantidade suficiente para o consumo imediato ou no período máximo de até 1 hora (fuja de garrafas térmicas).

  7. Guarde seu café em grãos ou pó em um recipiente vedado, pois o ar (oxigênio) altera as características do produto, assim como a umidade e odores.

Contrato Futuro de Café. Baixar!

Formas de Preparo

Existem diversas formas de preparo ao redor do mundo, assim como preferências e características que agradam cada cultura, mas partimos do princípio de que o café é uma infusão:

Tipos de preparo

  • Filtragem
    O pó é acondicionado em um filtro, de papel ou de pano, com adição de água quente não fervente por cima. Este método é muito utilizado na cultura brasileira de preparo, através de coadores caseiros e cafeteiras elétricas, dando origem ao tradicional cafezinho.


  • Percolação
    Método onde se coloca o pó de café no centro de um equipamento moka que, posicionado em um fogão, faz a água entrar em ebulição e pressionar café líquido para um recipiente. É a forma mais utilizada para consumo de café na Europa.


  • Prensagem
    Em um recipiente de vidro, coloca-se o pó de café misturado com água quente (não fervente) e, em seguida, introduz-se um filtro que é pressionado por um êmbolo que separa o pó do café já pronto para consumo. O método, que virou moda entre os americanos, é conhecido como "Prensa Francesa".


  • Pressão
    Conhecido como café espresso, neste preparo o café é moído na hora e acondicionado em um filtro que sofre uma pressão de água a 90°C e 9 Kg de pressão durante 30 segundos em média, gerando uma bebida cremosa e aromática. Criado pelos italianos, o café espresso é considerado o método mais apropriado para apreciação de todas as nuances desta bebida.

Fonte : http://www.espacodobarista.com/metodos-de-preparo/

A partir dos métodos citados acima, passamos a ter um leque de opções enorme para o preparo, assim como marcas que fornecem diversos equipamentos - Nespresso, Aeropress, Chemex, Hario, Globinho Sifão, Coador de Pano, sem esquecer também do café solúvel/instantâneo (robusta) que foi muito utilizado durante guerras e popularizou-se pela facilidade ao consumidor.

Cafeteiras
Cafeteiras 1
Abaixo é possível ver o preparo do café turco sendo aquecido na areia. Este não é coado e, muitas vezes, possui adição de cardamomo:

20190921_102507_1

 

A grande verdade é que o café representa a cultura de cada região do mundo e buscar novos sabores é sempre um experiência incrível!

Mas afinal, qual é o melhor café?

Poderíamos estender esta conversa mais uma vez e entrar em detalhes técnicos de aroma ou palavras difíceis como retrogosto, entre muitas outras.

A partir do momento que temos um café puro, na minha opinião, o melhor café é aquele que te proporciona uma sensação boa, que te faz relembrar momentos bons (por exemplo, cheiro de casa de avó com bolo).

Café bom é aquele que une as pessoas para um bate papo, enfim, café bom para mim é aquele que te faz feliz!

Que bom ter sua companhia em nossa blog série de Café!  Se ainda não viu os primeiros posts, vale conferir agora para aprofundar seus conhecimentos nesta bebida tão especial.

Confira os outros posts da série!

>> Você sabe de onde vem o café que está na sua xícara?
>> A história do café no Brasil
>> Conheça a botânica do Café, espécies e características
>> Da lavoura até o consumidor: conheça o caminho do café até você

Conte com a Mesa Agro mais experiente do Brasil

A Terra Investimentos nasceu há mais de 20 anos como uma corretora agro, setor em que logo conquistamos a liderança e, desde então, temos expandido a atuação para diversas frentes de negócios do mercado financeiro e de capitais.

Precisando de assessoria no mercado de commodities, entre em contato conosco pelo telefone (11) 3165.6000 ou pelo e-mail: agro@terrainvestimentos.com.br

#VamosJuntos



Luiz Fernando Monteiro é responsável pela Mesa Café na Terra Investimentos. Graduado em Administração de Empresas pela Unip e com MBA em Agronegócios pela ESALQ/USP, está no mercado financeiro com foco em commodities desde 2000. Atuou em diversas corretoras e bancos focado nos mercados de café no Brasil, Nova York e Londres, além de ter atuado em operações estruturadas e leilões governamentais.

Comentários

Últimos posts

Terra Investimentos

Sobre a Terra Investimentos

Com duas décadas de história, a Terra Investimentos conquistou a liderança no mercado agro e expandiu sua atuação no mercado financeiro e de capitais.

Atuamos na intermediação, negociação, originação e distribuição de produtos de renda fixa, renda variável, títulos públicos e privados, fundos de investimentos, derivativos, serviços fiduciários, assessoria de investimento, câmbio, seguros e previdência, HFT (High Frequency Trading), entre outros voltados a pessoas físicas e clientes institucionais.

Assine nossa newsletter