Blog

Blog >> O que é o Ibovespa? Entenda como funciona o maior índice de ações do Brasil

O que é o Ibovespa? Entenda como funciona o maior índice de ações do Brasil

Composto pelas principais ações brasileiras, o índice é referência para o mercado de investimentos e para a economia. 

Maior e mais famoso índice da bolsa de valores brasileira, o Ibovespa reúne as ações das principais empresas do país. Assim, ele funciona como um dos principais parâmetros do mercado de renda variável. 

Sabe quando você vê no noticiário que a bolsa brasileira subiu ou desceu em um dia ou semana? Na verdade, o que subiu ou desceu foi o Ibovespa. 

Entender o que é, como funciona a dinâmica do Ibovespa e o que significam suas quedas e altas é importante para qualquer investidor. Isso porque o índice funciona como um termômetro do mercado financeiro e pode auxiliar na tomada de decisões para escolher os melhores investimentos. 

Entendendo o Ibovespa  

O Ibovespa (Índice Bovespa), também conhecido como Ibov, é o principal indicador de desempenho das ações negociadas na B3, a bolsa brasileira. 

Criado em 1968, ele reúne as ações das companhias mais importantes do mercado de capitais brasileiro. Ao longo deste período, consolidou-se como referência para os investidores brasileiros e de todo o mundo. 

O Ibovespa é o resultado de uma carteira teórica de ativos feita pela B3. Ao longo do ano, essa carteira é rebalanceada e novos ativos podem entrar, assim como outros podem sair do índice. 

O Ibovespa é um índice de retorno total. Desta forma, consideram-se as variações nos preços das ações da carteira e também o pagamento de proventos das empresas emissoras dessas ações, como dividendos, juros sobre capital próprios e bonificações. 

Como é formada a carteira teórica do Ibovespa? 

A cada quatro meses, a B3 reavalia quais ações podem fazer parte do índice. Ou seja, em janeiro, maio e setembro, a Bolsa divulga a nova carteira teórica do Ibovespa. 

Para isso, uma série de critérios deve ser obedecida pelas empresas para compor o índice, como a liquidez dos papéis e o volume financeiro de negociação.

Metodologia para fazer parte do Ibovespa:

  • Ativos que podem entrar: ações e units de ações 
  • Critérios de seleção:  
    – Os ativos devem estar presentes em 95% dos pregões;  
    – Ter 0,1% do volume financeiro no mercado a vista (lote-padrão);  
    – Não ser uma penny stock (valor da ação menor que R$ 1);  
    – Estar entre os ativos que representem 85% em ordem decrescente de Índice de Negociabilidade (IN)

Ou seja, não são todas as ações que fazem parte da B3 que compõem o Ibovespa. 

Quando você vê o sobe e desce do Ibovespa no noticiário, na verdade, observa a valorização ou desvalorização desse conjunto teórico de ações.  

Atualmente, o índice é composto por 93 ações.  

Confira no site da B3 a lista atualizada de empresas que fazem parte do Ibovespa. 

Como entender o sobe e desce do Ibovespa?

o que é ibovespa_blog_terrainvestimentosO Ibovespa é medido por meio de pontos, os quais são calculados em tempo real, enquanto o mercado está aberto (de segunda a sexta-feira). 

Assim, os resultados do Ibov são baseados na cotação de cada papel que integra a carteira, multiplicado pela quantidade teórica dos ativos que compõem o índice. Cada ponto vale R$ 1.  

Então, se o Ibovespa está em 100 mil pontos, isso quer dizer que você precisaria de R$ 100 mil para montar uma carteira exatamente como a carteira teórica do Ibovespa. Dessa maneira, cada ponto no Ibovespa equivale a R$ 1. 

É importante ressaltar também que cada empresa tem um peso diferente dentro do índice. Assim, grandes empresas como Petrobras e Vale, por exemplo, têm um peso maior. Quando uma ação mais representativa como essas sobe ou cai bruscamente em um dia, pode impactar expressivamente no fechamento do Ibovespa no positivo ou no negativo. 

Desta forma, as oscilações do Ibovespa (que podem ser acompanhadas em tempo real pelo home broker), representam o mercado de forma ampla. Ao analisar o gráfico histórico do Ibovespa, é possível sentir como está a economia do Brasil, o mercado financeiro e a saúde das empresas negociadas. Por isso que ele é um dos principais indicadores usados para quem deseja investir na Bolsa. 

Conforme explicamos, como o índice reflete o comportamento das principais ações da Bolsa, ele serve como um parâmetro (benchmark) para quem quer operar na renda variável. Por exemplo, muitos investidores ou fundos têm como meta “superar o Ibovespa”.  

Mas o que isso quer dizer? Na prática, é superar a rentabilidade do Ibovespa ao longo do tempo. Se, por exemplo, o Ibovespa subiu 12%, um fundo que valorizou 15% obteve um retorno melhor do que o principal índice brasileiro. 

O que impacta nas oscilações? 

Há diversos fatores que fazem com que o Ibovespa suba ao longo de um dia, semana, mês ou ano.  

Da parte econômica, há os fatores microeconômicos e os macroeconômicos. Uma empresa específica pode divulgar resultados ruins, por exemplo. Ou então todo um setor, como varejo ou de turismo, pode estar em baixa e afetar todos os papéis do segmento. A economia mundial pode ser pressionada com alta de juros e inflação e impactar diretamente nas bolsas. 

Mas há também fatores não econômicos, que também têm grande relevância na volatilidade d bolsa. Há os fatores políticos (escândalos de corrupção, eleições ou até mesmo decisões de grande impacto) ou então grandes crises, como a pandemia, por exemplo. 

Dá para investir no Ibovespa? 

Como o Ibovespa é um índice, não é possível “comprar” diretamente o Ibovespa. Ele não é negociado como uma ação ou um fundo imobiliário, por exemplo. 

Porém, há várias alternativas para o investidor que quer expor seu dinheiro nas empresas que fazem parte do índice. 

Uma das formas mais simples é por meio de um ETF (Exchange Traded Fund). O ETF é um fundo que replica um índice de referência. O BOVA11 é o ETF brasileiro que replica a carteira teórica de ativos do Ibovespa e que tem como objetivo ter uma rentabilidade próxima à pontuação do índice.  

Há também os fundos de investimentos de ações que acompanham ou até mesmo replicam o indicador. 

Existem ainda os contratos de índices, que são contratos futuros que se espelham no Ibovespa. Eles têm uma data de vencimento predeterminada. Cada lote possui 5 contratos e sua cotação equivale aos pontos do Ibov em reais, ou seja, R$ 1 real a cada ponto. 

E há também os minicontratos de índice, que se baseiam na oscilação de pontuação do Ibovespa. Eles são negociados no mercado futuro e a cotação é medida por pontos. Esses pontos valem 20% do contrato cheio, ou seja, R$ 0,20 centavos cada. 

Se você quer investir nas melhores ações do Brasil, uma sugestão é seguir nossas Carteiras Recomendadas, que consistem em uma seleção de ativos criteriosamente feita pelos analistas de investimentos da Terra. Para saber mais, vale a pena conhecer o Guia Definitivo de Carteiras Recomendadas. 

Tem dúvidas e precisa de ajuda? 

blogterrainvestimentos_ibovespa
É só enviar seus dados no formulário a seguir e um especialista de nossa equipe entrará em contato com você para esclarecer todas as suas dúvidas! 



#VamosJuntos

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Deixe um comentário

Blog Terra Investimentos

Posts Relacionados