Rentabilidade, diversificação e opções com isenção de IR para pessoa física são alguns dos benefícios das debêntures. 

Debênture é uma palavra complicada que nos remete ao latim "debere" e significa "dever" ou "aquilo que deve ser pago. História à parte, em resumo, debênture é um título de crédito de uma empresa não financeira, ou seja, trata-se de uma dívida de uma determinada empresa.

No mercado primário, as empresas captam dinheiro emitindo debêntures, que costumam ser emissões longas. A partir da emissão, começa a negociação no mercado secundário, que dá possibilidade de resgate do investidor e de comprar títulos mais próximos do vencimento.

Ok, entendi, mas por que isso pode ser bom para mim?

Aplicar em debêntures é mais uma forma interessante para diversificar os investimentos.

Graças a uma lei de incentivo, hoje existem diversas debêntures com isenção de IR para pessoa física.

Todas elas são emitidas tendo o IPCA como indexador, ou seja, remuneram uma taxa definida mais a variação da inflação oficial. Isso traz a possibilidade de garantir um ganho real no momento da aplicação.

Não ficou claro? Veja só!  Basicamente temos a seguinte conta:

(Taxa total - inflação = ganho real)

Para ficar mais claro, vamos considerar um título que pague apenas CDI. Se o CDI do período for 3% ao ano e a inflação for 2% ao ano, seu ganho real será menor do que 1% ao ano. Triste, né? O cenário real é um pouco pior, com vários investimentos trazendo ganho real negativo.

Agora considere a possibilidade de garantir um ganho real de 3,30% em sua aplicação, isento de IR.

A título comparativo, o Tesouro IPCA+ com juros semestrais (vencimento em 2026) paga 2,92% - porém, descontando o IR, a rentabilidade fica em 2,48%. Para ser equivalente à remuneração da debênture acima mencionada, o Tesouro teria que te pagar próximo de 3,9% bruto.

Não estou comparando o risco do Tesouro Direto com uma debênture, mas sim falando apenas de retorno!

Legal, mas e o risco? Como escolho?

Existe uma máxima que diz: "quanto maior o risco, maior o retorno" e ela nunca pode ser desconsiderada na alocação de portfólio.

Para os mais leigos, o mais fácil é observar a classificação de risco dos títulos (rating) e entender em qual setor ela atua e que tipo de impactos esse papel pode ter em um cenário adverso.

Um exemplo é a LIGHA5, debênture da Light SA, companhia elétrica com rating de emissão AA+ pela S&P - segunda melhor classificação pela agência.

Pode parecer um pouco complexo para o investidor selecionar as melhores oportunidades em debêntures. Por isto, é importante contar com uma boa assessoria de investimentos para esclarecer todos os pontos e tomar as melhores decisões para sua carteira.  

Gostei, mas e o resgate? Como funciona?

Como qualquer outro título de renda fixa, a taxa é fixada considerando a permanência até o vencimento do título.
Caso você não queira aguardar todo o período (já que os títulos costumam ser longos), podemos cotar o preço para você sair antecipadamente no mercado secundário.

Embora exista liquidez no mercado de debêntures, é preciso ter em mente que ela nem sempre é garantida.  De toda forma, nós da Terra Investimentos estamos comprometidos em realizar os melhores esforços para quem desejar fazer o resgate antecipado.

Conte com nossa assessoria para investir em debêntures!

Se você ficou interessado na rentabilidade que as debêntures podem trazer ao sua carteira, entre em contato conosco para identificar as oportunidades mais alinhadas a seu perfil. 

Com base em seu perfil de risco, nossos assessores poderão te auxiliar a fazer a melhor alocação possível. Vale destacar ainda que é possível investir em debêntures a partir de R$ 2 mil, ou seja, é uma oportunidade interessante de diversificação.

Se ainda não é nosso cliente, abra sua conta na Terra Investimentos sem custo e em poucos instantes e conte com nossos especialistas para ajudar você a selecionar as melhores debêntures. 

#VamosJuntos



Rodolfo Ribeiro é profissional CFP® com 11 anos de experiência no mercado financeiro, oriundo da área de Wealth Advisory, tendo atuado 3 anos e meio como operador de renda fixa, gerindo uma posição proprietária de debêntures. Atualmente é Coordenador de Distribuição de Produtos da Terra Investimentos.

Comentários

Posts Relacionados

Renda Fixa

O que são CRIs e CRAs?

Conheça as características e vantagens destes investimentos de renda fixa que contam com isenção de imposto de renda para pessoa física.

Por Terra Investimentos - 10/12/2020
Terra Investimentos

Sobre a Terra Investimentos

Com duas décadas de história, a Terra Investimentos conquistou a liderança no mercado agro e expandiu sua atuação no mercado financeiro e de capitais.

Atuamos na intermediação, negociação, originação e distribuição de produtos de renda fixa, renda variável, títulos públicos e privados, fundos de investimentos, derivativos, serviços fiduciários, assessoria de investimento, câmbio, seguros e previdência, HFT (High Frequency Trading), entre outros voltados a pessoas físicas e clientes institucionais.